Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami

Área de identificação

Identificador

BR RS AHMJSA

Forma autorizada do nome

Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

Tipo

  • Municipal

Área de contato

 

Elenira Prux

Tipo

Endereço

Endereço

Avenida Júlio de Castilhos, 318

Localidade

Caxias do Sul

Região

Rio Grande do Sul - Brasil

Nome do país

CEP

95010-000

Telefone

54 3218.6114

Fax


URL

Nota

área de descrição

história

Criado em 05 de agosto de 1976, pelo Decreto Municipal nº 4047, com o objetivo de guarda e gestão da documentação oficial e privada de interesse da história local e regional. Vinculado administrativamente ao Museu Municipal e funcionando em prédio anexo ao mesmo, ambos estavam subordinados à Secretaria Municipal de Educação e Cultura.
Em 1997, pela Lei Municipal nº 4704 , foi denominado Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami em homenagem ao cidadão caxiense que manteve, por muitos anos, o Centro Informativo da História Caxiense, destacando-se como pesquisador e escritor, apesar de trabalhar como barbeiro e alfaiate. Os documentos por ele recolhidos e preservados foram fundamentais para o início da formação do acervo que hoje constitui o patrimônio documental público de Caxias do Sul.
Em 1998, pela Lei Municipal nº 5026, o Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami foi desvinculado administrativamente do Museu Municipal, ano em que também foi criada a Secretaria Municipal da Cultura de Caxias do Sul e o Departamento de Memória e Patrimônio Cultural. Essas ações representaram não só um avanço significativo para o próprio Arquivo, mas também para a preservação da memória e do patrimônio, valorizando a cultura da cidade.
A instituição destacou-se por sua dinamicidade naquele período inicial, desde a participação na elaboração das primeiras leis de proteção ao patrimônio histórico-cultural, até o desenvolvimento de atividades acima das suas reais possibilidades de orçamento, seja na realização de exposições e publicações, seja na classificação e guarda dos acervos recolhidos ou doados.

contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

Diretrizes do Plano Municipal de Cultura

Orientações técnicas do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ)

Regimento Interno, aprovado pelo Decreto Nº 18.021, de 12 de fevereiro de 2016, o Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, segundo o qual tem como finalidade:

1. Promover a guarda, preservação, difusão e o acesso aos documentos de valor intermediário e permanente recolhidos dos órgãos da administração municipal;

2. Promover a guarda, preservação, difusão e o acesso aos documentos de valor permanente doados, adquiridos ou coletados de entidades privadas, famílias e indivíduos, testemunhos da história de Caxias do Sul e região;

3. Promover a preservação, difusão e o acesso ao acervo da Unidade Banco de Memória Oral e produzir, sistematicamente, novas entrevistas com enfoque à história de Caxias do Sul e região.

estrutura administrativa

Unidade Arquivo Público - APMCS

Unidade Arquivos Privados - AHMJSA AP

Unidade Banco de Memória Oral - AHMJSA BM

Setor de Conservação e Restauração, que atenderá a todas as Unidades do Arquivo Histórico Municipal, orientando quanto aos procedimentos de conservação e preservação do acervo e efetuando a sua restauração

Comissão destinada à avaliação do acervo a ser recebido, denominada Comissão de Avaliação de Acervo (CAA)

Políticas de gestão e entrada de documentos

Prédios

A primeira grande conquista da instituição refere-se ao próprio prédio, atual sede da instituição. Em 1979, a edificação estava por ser demolida e a equipe do Museu e Arquivo Histórico Municipal liderou uma exitosa campanha que contou com a participação da sociedade caxiense.

A forma encontrada para viabilizar a sua preservação foi inédita: uma parceria foi estabelecida entre a Prefeitura e empresários da cidade, tendo sido a área adquirida por 18 empresas que permutaram a edificação por índices construtivos a serem utilizados no terreno remanescente. A permuta condicionava a destinação do prédio: abrigar a documentação histórica do município.

Já propriedade do Município , durante a década de 1980 até meados de 1990, o prédio passou por várias reformas , sendo definitivamente entregue à comunidade, com total capacidade de uso, em dezembro de 1999.

A edificação foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Estadual, por meio da Portaria 045/86, de 27 de novembro de 1986, e pelo Município de Caxias do Sul, em 22 de outubro de 2002.

Acervo

O acervo do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami constitui-se de 3 (três) conjuntos documentais formados por:

I - documentação de origem pública: constituída por conjuntos documentais produzidos por órgãos da Administração Pública Municipal, Direta e Indireta, em decorrência de suas funções administrativas e por documentos produzidos por órgãos públicos estaduais ou federais, para integrarem o acervo do Arquivo, poderão ser recebidos, mediante análise da Comissão de Avaliação de Acervo.

II - documentação de origem privada: constituída por conjuntos documentais de diferentes suportes produzidos e/ou acumulados por indivíduos, famílias ou instituições de caráter privado.
Os documentos fotográficos, bibliográficos, audiovisuais, os periódicos e as entrevistas constituirão os acervos especiais tratados e arquivados de acordo com os suportes e as normas arquivísticas.

III - documentação produzida pela Unidade Banco de Memória Oral: constituído de entrevistas realizadas com enfoque à história de Caxias do Sul e região

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

INSTRUMENTOS DE PESQUISA
Guias de acervo
Catálogos
Sistema Atom

PUBLICAÇÕES
Boletim Memória
Boletim Ocorrências
Boletim Cenas

LIVROS
Histórias da Imprensa em Caxias do Sul, em 1988
Cartilhas de Educação Patrimonial, em 1982, 1996 e 2004
Cadernos Mirante , a partir de 1999
Projeto Recortes da Cidade: memória dos bairros e distritos de Caxias do Sul, A trajetória do Serrano, em 2003
Direito e Humanismo: Percy Vargas de Abreu e Lima, em 2013
Instante e o Tempo: a fotografia em Caxias do Sul, 1885-1960, em 2016
SAMAE - 50 anos, em 2016

área de acesso

horário de funcionamento

Horário de funcionamento: 8:00 às 17:00
Horário de atendimento: 10:00 às 16:00

Condição de acesso e uso

Acessibilidade

área de serviços

serviços de pesquisa

serviços de reprodução

Digitalização

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão e eliminação

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Histórico (Thematic area)

Contato principal

Avenida Júlio de Castilhos, 318
95010-000